Número de mortos em Brumadinho aumenta para 206

O número de mortes na tragédia de Brumadinho (MG) aumentou para 206. No último domingo (18.mar.2019), 3 novos corpos foram identificados. 102 ainda estão desaparecidos.

Os dados são da Defesa Civil de Minas Gerais.

A barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, rompeu em 25 de janeiro. A construção era de responsabilidade da empresa Vale.

Auxílio com atraso

Para auxiliar as famílias atingidas –que precisaram sair das suas casas e perderam recursos com colheitas– a Vale estipulou pagamentos emergenciais. O acordo foi assinado em 20 de fevereiro, mas começou a ser pago na última 6ª feira (15.mar), revela o MSN.

O previsto é que os moradores recebam as indenizações durante 1 ano. Cada adulto receberá 1 salário mínimo (R$ 998), adolescentes, metade do valor (R$ 499), e crianças, um 25% dele (R$ 249,50).

Problemas em outra barragem

A justiça suspendeu na última 6ª feira operações da Vale na Mina de Timbopeba, em Ouro Preto, MG. Foram percebidos riscos na barragem do Doutor, que faz parte do complexo.

O MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) determinou avaliação que garanta estabilidade da barragem, e que a Vale deve prestar contas da segurança.

18/03/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)